Estudantes anunciam marcha de protesto contra o valor exorbitante das propinas


O Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA), anunciou nesta segunda- feira (05), uma marcha de protesto em todo o País,  agendada para o dia 17 do corrente mês, contra o aumento dos custos das propinas, emolumentos e a falta de qualidade de ensino.

Na cidade capital, a marcha terá como local de concentração o Largo das Heroínas e destino o Ministério das Finanças, nas demais províncias, o destino dos estudantes serão as respectivas sedes dos governos provinciais, onde tal como em Luanda, será divulgado um documento com as reivindicações dos manifestantes.

Publicidade

Segundo o depoimento do presidente do MEA, Francisco Teixeira, dado ao Novo Jornal,  este protesto vai servir para consolidar a exigência da revogação dos aumentos anunciados no decreto Presidencial publicado em maio de 2020.

De acordo as palavras do líder do movimento, a “subida constante das propinas e taxas nas instituições privadas e as constantes violações dos direitos dos estudantes, bem como a falta de qualidade de ensino nas instituições públicas e privadas”, constituem alguns dos motes da manifestação e a  inexistência de condições nas instituições públicas e privadas é um dos motivos da precariedade do ensino em Angola.

De lembrar que o MEA quer uma manifestação “ordeira e pacífica” e pede a todos os estudantes, pais e encarregados de educação e outras pessoas a juntarem-se à manifestação.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *