Sonangol atribui bloco 28 da bacia do Namibe a italiana ENI


A Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANPG), concessionária para direitos de petróleo e gás em Angola, atribuiu o Bloco 28 à Eni (como operadora, com 60%), como resultado da ronda de licitação internacional competitiva que ocorreu em 2019.

El Classic

Este resultado permitirá que a multinacional italiana Eni consolide ainda mais a sua presença de longo prazo em Angola.

A Eni, com 60% de participação, será a Operadora da licença, localizada em águas profundas na inexplorada Bacia do Namibe.

O grupo empreiteiro incluirá a Sonangol P&P (20% de participação), enquanto os 20% restantes serão atribuídos a um terceiro parceiro durante o fecho do contrato.

A atribuição do Bloco 28 surje como resultado da 1ª Ronda Internacional de Licitações competitivas, em que Blocos localizados na Bacia do Namibe-Benguela foram apresentados pela ANPG como parte da oferta de licenças de gás e de petróleo para onshore e offshore, planeada para o período 2019-2025.

O Bloco 28 está localizado numa área de exploração fronteiriça, a algumas dezenas de km da costa, a profundidades de água que variam entre os 1,000 e 2,500 metros.

A Eni está presente em Angola desde 1980 e conta actualmente com uma cota-produção de cerca de 145 mil barris de petróleo/dia.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *