Produção petrolífera volta a descer 8.000 barris por dia em Agosto


A produção petrolífera nacional voltou a descer, em agosto, o equivalente a 8.000 barris diários face a junho, mas mantendo-se como o segundo maior produtor africano, atrás da Nigéria, segundo dados da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Produção petrolífera volta a descer 8.000 barris por dia em Agosto

De acordo com o último relatório mensal da OPEP, divulgado hoje, Angola atingiu em Agosto uma produção diária de 1,448 milhões de barris de crude, face aos 1,456 milhões do mês anterior, com dados baseados em fontes secundárias da organização.

Este é o segundo pior resultado de Angola em 2018, depois de em Junho ter produzido 1,444 milhões de barris por dia.

Angola até começou bem o ano, com uma produção diária de 1,615 milhões de barris de crude, mas este valor tem diminuído gradualmente.

Por outro lado, a Nigéria, líder da produção petrolífera africana, viu crescer a sua produção diária de barris de crude em 74.000, alcançando os 1,725 milhões de barris por dia em Agosto.

Durante praticamente todo o ano de 2016 e até Maio de 2017, Angola liderou a produção de petróleo em África, posição que perdeu desde então para a Nigéria.

A produção naquele país foi condicionada entre 2015 e 2016 por ataques terroristas, grupos armados e instabilidade política interna.

O acordo entre os países produtores de petróleo para reduzir a produção e fazer aumentar o preço do barril obrigou Angola a cortar 78.000 barris de crude por dia com efeitos desde 01 de Janeiro de 2017, para um limite de 1,673 milhões de barris diários.

Lusa


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *