Presidente da Assembleia Nacional perde subsídio de renda de 17 milhões kz/mês


367 partilhas

O Presidente da Assembleia Nacional Fernando da Piedade dos Santos  “Nandó”, viu o seu subsídio de renda de 17 milhões kz/mês, que no ano passado custou 203,8 milhões Kz aos cofres do estado, a ser retirado devido aos cortes que foram feitos no orçamento de 4,3% da Assembleia Nacional no OGE 2020 para 34,1 mil milhões Kz, retirando mordomias dos deputados.

Segundo o jornal económico Expansão, para além do corte do subsídio de renda do Presidente da Assembleia Nacional, os deputados também ficam sem esta regalia. Em 2019, o subsídio de renda para os 221 deputados tinha uma dotação de 565,2 milhões kz, o que equivale a 213 mil kz por mês para cada um.

Entre as mordomias cortadas, está a supressão dos subsídios de renda para o presidente da AN, Fernando da Piedade dos Santos “Nandó”, que passou de 3,7 milhões kwanzas anuais em 2018 para 203,8 milhões Kz em 2019, e para os deputados, que em 2019 receberam no global 565,2 milhões Kz.

O Orçamento global da Assembleia Nacional para 2020, fixado em 34,1 mil milhões Kz, a distribuir por três órgãos AN, Provedoria de Justiça e ERCA encolheu 4,3% face ao Orçamento de 2019, no montante de 35,7 mil milhões Kz, conforme consta na Resolução n. 18/20, de 30 de Março, que aprova o Orçamento da AN para o ano económico de 2020.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

367 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *