Angola “afasta” Nigéria do topo dos maiores produtores de petróleo na África subsaariana


Angola volta a destacar-se no continente berço, ao consolidar a sua posição de maior produtor de petróleo na África subsaariana após concluir o terceiro mês consecutivo à frente do rival histórico, a Nigéria, segundo confirmou nesta terça-fiera (16) a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Angola está a produzir cerca de 100 mil barris por dia a mais que a Nigéria, 1 ,1 80 milhões dia contra 1 ,084 milhões, o que confirma ainda uma paulatina subida da produção angolana desde o início do ano, embora ainda muito longe da produção de há pouco mais de uma década, quando, em Junho de 2008, chegou aos 1 milhões de barris por dia (mbpd).

Desde o início do ano até finais de Julho, Angola passou de 1 , 161 mbpd em média no final do primeiro trimestre de 2022 para 1,173 no fecho do 20 trimestre, nota o relatório mensal da OPEP.