‘Academia BAI’ marca 24 anos do BAI com conferência “Fundações: Humanismo e Solidariedade”


A Fundações Humanismo e Solidariedade é o tema da conferência internacional realizada na quarta-feira passada, 25 de Novembro, pela Academia BAI e que visou marcar os 24 do Banco Angolano de Investimentos-BAI e os seus oito anos de existência.

De acordo com uma nota enviada ao AngoRussia, o  evento, que teve transmissão online, juntou vários especialistas ligados aos sectores da educação e da responsabilidade social corporativa, tendo igualmente servido de pano de fundo para anunciar a passagem da Academia BAI para Fundação BAI, passando agora a assumir o braço da responsabilidade social corporativa do BAI.

Publicidade

Na sua intervenção, a Presidente da Comissão Executiva da Academia BAI, Noelma Viegas D’Abreu, destacou a responsabilidade das Fundações do ponto de vista da implementação de iniciativas que tenham sustentabilidade económica, social e ambiental, focadas nas necessidades prioritárias dos sectores da educação, cultura, saúde e desporto, pilares da actuação da instituição que dirige.

A conferência, que acontece num momento particularmente desafiante para os sectores da educação e da saúde, mereceu as contribuições do Professor Istvan Kazsnar, Assessor Geral da Presidência da instituição brasileira Fundação Getúlio Vargas, que partilhou a experiência da maior fundação da América Latina que, desde 1944, dedica-se a preparar profissionais qualificados para a administração pública e privada.

Relativamente à passagem de Academia BAI para Fundação, Noelma Viegas D’Abreu adiantou que a liderança da instituição que dirige dará continuidade ao trabalho desenvolvido pela anterior equipa de gestão, mas tendo presente a importância de apoio a projectos sustentáveis, visando um reporting e controlo eficaz, como garantia de mudança efectiva tendo como base parcerias construtivas.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *