Doentes impedidos de entrar no Hospital Geral de Luanda


Na manhã desta segunda-feira (05) de Abril, vários doentes foram impedidos de entrar para o Hospital Geral de Luanda, pelos seguranças da referida unidade hospitalar para se recusarem a pagar uma taxa, vulgo “gasosa” para o efeito.

De acordo uma denuncia feita por um dos doentes, no local é possível verificar-se uma ajuntamento de pessoas com diversas patologias.

Importa frisar que de acordo dados recentes, o hospital de referência em Luanda  funciona apenas com 558 trabalhadores, dos 2.046 determinados no quadro orgânico”, e 38% da força de trabalho necessária, havendo a necessidade de enquadramento de mais 1.488 trabalhadores.

Os quatro bancos de urgência do HGL atendem, diariamente, 350 a 400 pacientes, dos quais mais de 40 são internados.

 

Por: Alexandre Carvalho

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *