Curandeiro é detido pelo SIC por manter em cárcere privado 10 pessoas durante dois meses


156 partilhas

Um homem identificado por Domingos Tchilumba de 52 anos, foi detido pela SIC, nesta quarta-feira (28), por este manter em cárcere privado cerca de dez pessoas, durante dois meses por alegada falta de pagamento aos tratamentos tradicionais, na cidade de Menongue, Cuando Cubango. 

De acordo o porta-voz do Serviço de Investigação Criminal no Cuando Cubango, Paulo Dias de Novais, o homem já detido alega que só manteve as dez pessoas presas em sua moradia por não terem feito o pagamento do tratamento que receberam, cujos valores variam entre os 25 mil e 600 mil Kwanzas, e entre as vítimas estavam o o rei do município de Mavinga, Mwene Kapiololo Chipepe.

Publicidade

O Serviço de Investigação Criminal recolheu na casa do terapeuta um pequeno caixão de madeira, estátuas, um pano branco com imagens diversas e dizeres das doenças que diz tratar, missangas, óleos, garrafas com bonecos no interior, panelas, raízes e folhas, entre outras bugigangas, com as quais tratava as pessoas que recorriam aos seus serviços.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

156 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *