Covid-19: Portugal, EUA e Brasil riscados da lista de países turistas na África do Sul


A África do Sul elaborou uma lista de países autorizados a fazer turismo no seu território, ficando de fora alguns dentre eles Portugal, EUA, Brasil, Israel, Suíça por serem indicados como de ‘alto risco’, anunciou esta quarta-feira (30) de Setembro, o Ministro do Interior Aaron Motsoaledi, validando a entrada de cidadãos destes países à negócio.

De acordo ao ministro do interior sul-africano Aaron Motsoaledi, as fronteiras do país em causa reabrem nesta quinta-feira (01) de Outubro, segundo anunciou esta quarta-feira (30), em conferência de imprensa que contou com a presença de membros do executivo sul-africano, esclarecendo que a restrição se aplica somente à “viagens de turismo”, estando autorizadas “viagens de negócios”.

Ainda em sua abordagem, Motsoaledi realçou os países que não entrarão na África do Sul à turismo, em sua lista de “alto risco” constam Brasil, Portugal, Rússia, Suíça, Reino Unido, Holanda, Qatar, Estados Unidos da América, França, Índia, Israel e Venezuela, sem anunciar a lista dos países autorizados.

Apesar do vírus ter se expandido a partir da China, as autoridades sul-africanas consideraram-na como país de “baixo risco” devido ao “declínio do número de infecções” de covid-19.

“Para os vistos que expiraram durante o confinamento da covid-19 serão considerados válidos até 31 de janeiro de 2021, as medidas de restrição serão revistas a cada duas semanas”, reforçou o ministro.

A chegada ao país será marcada pela apresentação de um teste ‘PCR’ de covid-19, certificado por uma autoridade médica do país de embarque com menos de 72 horas, ainda será também obrigatório apresentar um seguro de viagem que salvaguarde a realização do teste de covid-19 à chegada, assim como os custos de quarentena, caso necessário.

Segundo dados, a África do Sul conta com 672.572 casos confirmados, dentre eles 606.520 recuperados e 16.667 mortos.

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *