Covid-19: Ministro de Estado desmente regresso ao Estado de Emergência


O ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, negou esta sexta-feira (7) de Novembro, a intenção do Presidente  João Lourenço declarar estado de emergência no país “em termos imediatos”.

” Não há em termos imediatos da parte do PR a declarar Estado de Emergência”, destacou Adão de Almeida, negando que o Presidente da República tenha desencadeado os procedimentos necessários, nomeadamente através da Assembleia Nacional.

Publicidade

Adão de Almeida continuou dizendo que “não há, em termos imediatos, a intenção de declarar estado de emergência, nem tão pouco houve correspondência trocada com a Assembleia Nacional para que tal acontecesse”.

“A competência dessa declaração é do chefe de Estado, mas, para que se declare, é necessário desencadear esse procedimento e não houve qualquer impulso nesse sentido”, disse.

O ministro realçou que Angola continua em situação de calamidade pública e “tudo está a ser feito” para que não seja necessário voltar a declarar estado de emergência, uma situação que traz “prejuízos maiores para a vida da economia e dos cidadãos”.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *