Covid-19: Cidadãos que levaram doença ao Cuanza Norte serão responsabilizados criminalmente


242 partilhas

 A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, afirmou na noite desta quarta-feira, em Benguela, que os 3 cidadãos que levaram a covid-19 ao Cuanza Norte e os que foram detidos naquela província por violação da cerca sanitária da província de Luanda serão responsabilizados criminalmente.

De acordo com Sílvia Lutucuta, em declarações a Angop, a propósito do registo de três casos positivos de Covid-19 no Cuanza Norte, envolvendo cidadãos que violaram a cerca sanitária do Hoji-ya-Henda (Luanda), é inaceitável que os cidadãos insistam em comportamentos incorrectos, colocando em risco a vida de milhões de angolanos.

Publicidade

“Quem insistir será responsabilizado criminalmente”, asseverou.

“Mesmo os  três cidadãos positivos no Cuanza Norte, depois de tratados, vão ser responsabilizados criminalmente, por infringirem a lei”, enfatizou.

Sílvia Lutucuta considera importante que a população esteja vigilante, denunciando, de forma tempestiva, os cidadãos que tenham violado as medidas impostas pela Situação de Calamidade, para que cumpram a quarentena institucional.

A governante adiantou que a província de Benguela tem sido exemplar no controlo da cerca sanitária, com realce para o posto fronteiriço da Canjala, onde diariamente são detidos e devolvidos cidadãos que, de forma teimosa, rompem a cerca.

“Em Situação de Calamidade Pública, ninguém pode viajar de uma província para outra, senão aqueles casos de transporte de mercadorias, missões de Estado, ajuda humanitária e razões de força maior previamente justificadas, como óbitos ou razões de saúde”, lembrou.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

242 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *