Cidadão detido por agredir brutalmente a esposa


Recentemente, um cidadão de 48 anos de idade,  foi detido na província da Huíla, por cometer o acto de violência doméstica contra sua esposa de 33 anos, com quem vive há nove anos. 

A jovem fez a denúncia através das redes sócias, onde publicou um grito de socorro e contou sobre a contra agressão física, maus tratos, abuso sexual e verbal, que sofre no seu casamento, que gerou três filhos.

Segundo a vítima, a primeira agressão física sucedeu, quando a mesma tinha sete meses de gestação, aonde causou graves ferimentos no organismo e no bebé.

Publicidade

“sempre que eu apanhava dele, em seguida pedia-me desculpas eu aceitava na esperança de mudar”, quando voltou a espancar-me  sofri uma forte hemorragia, foi então que dei  a primeira queixa, infelizmente depois de três dias ele foi solto”, explicou a vítima .

A vítima explica ainda que havia feito outras queixas e que as retirou de seguida por este ser pai dos seus filhos, mas que a situação foi se agravando cada vez mais”, o que fez com que a vítima pedisse ajuda por meio de gravações de áudio e fotos postamos nos seus perfis das  redes sociais.

O Departamento de Investigação de Ilícitos Penais, confirmou a prisão preventiva do cidadão, pelo envolvimento no crime de violência doméstica contra a sua esposa.

Por sua vez, o Inspector Sub-chefe, Pedro Cassoma, disse que é necessário que as pessoas desenvolvam, a cultura de denúncias, para evitar situações que possam causar desconfortos aos seus parceiros.

Por Fátima Kandjila.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *