Cidadão dado como morto volta para casa depois do seu funeral


Manuel Machado, de 18 anos, vivenciou uma situação insólita. Dois meses depois de ter sido dado como morto e de ter se realizado a sua cerimónia fúnebre, o jovem voltou para casa deixando toda vizinhança assustada. 

O ocorrido teve lugar na província de Malanje, depois que Manuel foi confundido com outro jovem que teria perdido a vida vítima de uma agressão, no passado dia (11) de Novembro. Machado ausentou-se de casa para procurar emprego e no regresso deparou-se com a situação.

“Eu tinha ido a Cangandala e a senhora que me atendeu disse que por eu não me ter  despedido convenientemente da família tinha de regressar para o fazer e só  depois disso  voltar à fazenda. Fiz isso no dia 14 de Novembro. Conversei com a mãe num sábado. Deu-me autorização e despedi-me dela no dia 15, domingo”, contou Manuel.

Quando decidiu fazer uma visita à família, deixou todos espantados pois estavam conscientes que o haviam enterrado.

“como é que estás aqui se te enterrámos e fomos ao teu óbito, porque te mataram?”, era a frase mais usada.

Para a família foi uma alegria ter o Machado de volta com saúde e empregado.

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *