Cerca de 8 agentes da Polícia Nacional foram expulsos da corporação


209 partilhas

Pelo menos, 10 agentes afectos ao comando da Polícia Nacional, foram na manhã desta terça-feira (18 de Dezembro), expulsos da corporação por crimes diversos, com principais destaques, homicídios, corrupção e falsa oferta de emprego, cerimónia que decorreu na Unidade Operativa, em Luanda, presidida pelo Comandante Geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida.

Cerca de 8 agentes da Polícia Nacional foram expulsos da corporação

No acto de expulsão que marcou a oficialização da despromoção e demissão de vários agentes da Polícia em Luanda, a mais alta patente da Polícia Nacional, aos presentes em parada geral, exortou a necessidade da observância e cumprimento estrito das regras de modo a evitar que acções semelhantes voltem a acontecer.

“Queremos uma nova imagem da Polícia Nacional, uma imagem de confiança para que esta população possa nos ter em consideração e, não como outros nos têm visto actualmente”, adiantou. “Eu tenho informações sobre o agentes reguladores de trânsito que operam no Talatona, que que se dedicam a cobrança da ‘mixa’ ao automobilistas, nós não ordenamos isso, estou a dizer isso publicamente para que a população tenha isso em consciência, para não caírem nessas mentiras”, frisou Paulo de Almeida.

O Comandante Geral da Polícia Nacional, que falava à imprensa, disse que tem o conhecimento de alguns altos oficiais que se dedicam a práticas ilícitas e prometeu ser implacável a todo custo a todos que têm feito da farda um instrumento de extorsão e de abusos de poder seguirem o mesmo caminho de despromoção e demissão.

Por: Benedito Lurdes


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

209 partilhas

Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *