Bebé nasce com cauda de quase 6 centímetros


Uma bebé não identificada, nasceu com uma condição rara no mundo, uma cauda de quase seis centímetros, coberta de pelos, em uma maternidade do México. O caso foi divulgado por médicos na publicação científica Journal of Pediatric Surgery.

Reprodução Google/O Liberal

Segundo o relatório médico, a cauda de 5,7 centímetros que saía da região do cóccix da menina, era “macia”, “coberta por pelos finos” e tinha uma extremidade pontiaguda. A equipa que acompanha o quadro, liderada pelo Dr. Josue Rueda, afirma que essa é a primeira ocorrência do tipo relatada no México.

Após a equipa perceber a anomalia na recém-nascida, os médicos passaram a fazer alguns experimentos sobre sua origem, e perceberam que a recém-nascida sentia sensibilidade na cauda sempre que fosse introduzida uma agulha na região. Apesar disso, os médicos fizeram um raio x que não chegou a detectar qualquer má-formação ou estrutura óssea fora do normal na criança. Depois de analisar 40 casos semelhantes já documentados pela ciência, a cauda foi considerada “benigna”, sendo composta maioritariamente de gordura e tecido. Os médicos responsáveis pelo caso continuaram a fazer o acompanhamento do quadro e fizeram uma reavaliação dois meses após o nascimento, onde foi atestado que as medidas e desenvolvimento da cauda estavam dentro do esperado para a idade. Com o crescimento da criança, a cauda teve uma diminuição, chegando a apenas 0,8 cm.

Com a evolução, e após determinar que a remoção não causaria danos à pele da paciente, os profissionais cortaram a cauda e fizeram uma cirurgia plástica de reconstrução na região, com o uso do tecido da própria criança.

A mãe da criança que revelou ter uma gravidez tranquila, deu à luz por uma cesárea feita no hospital Nuevo Leon, em Guadalupe. Os progenitores da bebé têm idades na faixa dos 20 anos e não apresentam problemas de saúde, segundo informaram os profissionais que estudaram o caso da anomalia “pouco frequente”.