Bebé de um mês é sequestrado no Cazenga


Uma adolescente mãe de 17 anos, está a viver uma situação difícil após uma mulher não identificada sequestrar a sua filha de um mês de vida, quando esta regressava com a criança, da consulta de rotina no Hospital Geral dos Cajueiros, no Cazenga.

Em declarações a Rádio Nacional de Angola, nesta quinta-feira, 04 de Agosto, a mãe da bebé explicou, que o rapto aconteceu por volta das 12h00, quando regressava para casa e se deparou com uma mulher de aproximadamente 38 anos, que se ofereceu para ajudá-la com a criança.

“Não sei amarrar bem a bebé nas costas sozinha e a senhora notou essa debilidade e ofereceu-se para ajudar-me a amarrar o pano. Depois disso, a senhora se ofereceu para acompanhar-me até a residência. Ela contou histórias da sua vida, que o esposo estava de viagem e era natural do Uíge”, contou a mãe.

A adolescente acrescentou ainda, que durante a caminhada a mulher sugeriu que fossem para a sua residência buscar alguns bens como creme, jogos de toalhas e roupas, para oferecer a criança, mas a mãe da bebé, recusou o convite. Foi então, que a suposta sequestradora pediu-lhe para ir comprar algo na cantina e no seu regresso a progenitora perdeu a senhora de vista.

“Depois ela pediu para pegar o bebé e enquanto caminhavamos a pé ela convidou-me para ir até a casa dela, onde iria oferecer bens à criança, como pó talco, creme, jogos de toalhas e roupas, recusei devido ao horário tardio. Após a recusa, pediu-me que fosse à cantina e quando saí perdi o contacto com a cidadã”, disse.