Avaria no aparelho de TAC impede exames no centro de oncologia


Em pleno mês de Outubro mais de 20 pacientes com diagnósticos de cancros diversos, observados no Centro Nacional de Oncologia em Luanda, têm visto seus tratamentos condicionados por falta de exames de tomografia computadorizada (TAC), há mais de um ano.

De acordo com Sales Cândido, directora clínica da instituição, os exames estão condicionados por causa de uma avaria técnica no aparelho de tomografia. Essa situação, tem estado a limitar a actuação dos profissionais que ficam impossibilitados de realizar tratamentos de quimioterapia e radioterapia, para impedir a progressão do cancro.

Publicidade

Segundo o Jornal de Angola, entre os pacientes à espera do exame de tomografia computarizada está José Canjaia, de 24 anos, do qual as imagens circulam nas redes sociais a solicitar ajuda para beneficiar de um tratamento mais adequado, dado o estado avançado do tumor cobre a parte direita do rosto.

A directora clínica da instituição fez saber que, o jovem é assistido pelo centro oncológico desde Dezembro de 2020, data em que lhe foi diagnosticado o tumor maligno da pele, já em estado avançado. “Por isso, não se podia operar”.

Sales Cândido referiu ainda, que para o nível de tumor maligno que José Canjaia tem é bastante comum em pessoas albinas, o tratamento não pode ser cirúrgico à primeira.

“São necessários terapias conjugadas, começando por sessões de quimioterapia e, depois as radioterapias, para se queimar todas as células malignas e evitar o retorno do cancro”, explicou.

A representante do centro oncológico explicou ainda que, para se realizar as sessões de radioterapia, é necessário que se façam exames de tomografia, no sentido de se saber o real estado do tumor maligno. Sem o mesmo, lamentou que “não se pode avançar para o tratamento de radioterapia”.

Atendendo o estado preocupante de José Canjaia, a direcção do centro está a envidar esforços junto do Hospital do Prenda, para que nestes dias o jovem realize o TAC e em função dos resultados, a partir da próxima semana começará com as sessões de radioterapia.

Avançou também que o paciente está com anemia e hemoglobina baixa, consequentemente. Por isso, está internado com vista a permitir a equipa médica trabalhar na melhoria do seu sistema imunológico e avançar-se para as sessões.

 

Por: Eucadia Ferreira


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *