Angolanos doentes em Lisboa sem comida há três dias por falta de pagamento do Governo de Angola


De acordo com o canal português SIC Noticias, há vários meses que Angola não tem pago o alojamento, nem alimentação a um grupo de 60 doentes que estão a ser tratados em Lisboa, Portugal.

Um total de quase 60 angolanos, entre os quais crianças, encontram-se em uma pensão em Lisboa, e há três dias ficaram sem o que comer. Segundo relatos do SIC Noticias que noticiou nesta quinta-feira (23) de Julho, para além do alojamento e alimentação, o Estado angolano é ainda responsável por um subsídio de apoio que, na maioria dos casos, não ultrapassa os 50 euros.

Publicidade

Pela falta de pagamento há alguns meses, o dono da pensão como retaliação procedeu o corte das refeições, que também eram servidas pelos responsáveis do alojamento.

Contactada pela SIC, a embaixada de Angola reconhece que tem dívidas com várias entidades em Portugal. A responsável pela Saúde disse que as transferências de dinheiro para Portugal estão mais difíceis por causa da pandemia do novo coronavírus, mas garante que vai pagar, mesmo que demore vários meses.

Em Maio do ano em curso, o presidente da Associação de Apoio aos Doentes Angolanos em Portugal Gabriel Chimuco, chegou a reconhecer que o sector da saúde da Embaixada Angolana e o Consulado têm feito o que podem para ajudar todos os cidadãos em estado de tratamento em Lisboa, uma vez que o número de doentes aumentou nos últimos meses, e que nesta altura a prioridade são algumas pensões onde se registaram a casos de doentes angolanos infectados com o novo coronavírus.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *