Quantcast

Detidos 7 falsos funcionários do BNA que comercializavam divisas

0
iPixel – Leaderboard

Sete cidadãos que se faziam passar por funcionários do Banco Nacional de Angola (BNA), envolvidos em crimes de burla, foram apresentados, ontem, pelo Serviço de Investigação Criminal. Os presumíveis culpados agiam com a conivência de alguns funcionários do mesmo banco, entidades particulares e colectivas.

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) adiantou que está em fase de instrução preparatória o processo- crime contra o grupo de indivíduos que, fazendo-se passar por altos funcionários do Banco Nacional, alegando que detinham poderes, atraíam alguns cidadãos e empresas a pretexto da aquisição de divisas a preços atractivos, informa hoje o jornal OPaís.

Segundo o superintendente-chefe António Paím, que falava em conferência de imprensa, o contra-valor era depositado em contas indicadas pelos marginais que, em posse desses montantes, interrompiam imediatamente todas as formas de contacto, quer por telefone ou pessoalmente.

A defraudação dos legítimos proprietários de tais valores levou- os a consumar o crime de burla e, mediante as diligencias feitas pelo SIC, até ao momento foram detidos sete indivíduos desta rede e outros encontram-se em fuga. O Serviço de Investigação Criminal não divulgou os nomes dos indivíduos envolvidos nem o número exacto dos prófugos, bem como pede para que não sejam divulgadas as imagens dos sete já detidos.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.