Quantcast

Falta de condições financeiras atraí cada vez mais jovens angolanos ao mundo do crime

0
Divulgação de Serviços (ProCenter)

Vários são os jovens de diferentes idades que por falta de auxilio dos familiares, oportunidade de emprego, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, drogas, violência, têm seguido para o mundo da crime.  

Na maioria dos casos, a entrada para o mundo do crime dá-se devido a uma transgressão de conduta que deve ser analisada sob aspecto sociais e psicológicos. Os jovens apontam como o principal motivo, a falta de oportunidades de emprego, condições financeiras, comida para casa, poder para custear os estudos ou ainda o abandono dos seus progenitores as vezes acaba por influenciar negativamente na conduta.

A delinquência juvenil em Angola está associada as teorias da psicologia que explicam as maneiras com as quais o indivíduo pratica os tais actos ilícitos. Alguns deles são mencionados como pré-dispostos e intrínsecos da personalidade da pessoa como o transtorno de personalidade anti-social e a psicopatia, enquanto outros são analisados por um viés social e empírico que podem vir a colaborar com a transgressão.

Os pontos mais estratégicos para a realização dessas praticas, são as paragens de táxis lotadas, parques de supermercados, os mercados informais, entre outros.

Nos últimos meses, o nível de criminalidade cresceu de maneira consideral em vários pontos da cidade capital, desde assaltos a mão armada, agressões e até assassinatos.

O envolvimento ao crime que tem início desde a infância ou mesmo na adolescência, nem sempre ocorre de maneira permanente, pois, a conduta delitiva pode ser abandonada antes que o indivíduo chega à fase adulta.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.