Angola já começou a registar mortes de pessoas por Covid-19 em casa


As autoridades sanitárias angolanas já começaram a registar mortes de pessoas em casa com covid-19, confirmadas após autópsia aos cadáveres, informou esta segunda-feira (19) de Outubro, o Secretário de Estado para a Saúde Pública.

Franco Mufinda comentava o comportamento da população que, nos últimos dias, tem desrespeitado as medidas de biossegurança decretadas pelo Governo no âmbito do combate e prevenção à pandemia do novo coronavírus, como se verificou no último fim de semana, com enchentes nas praias em Luanda.

Publicidade

“Esta atitude, o comportamento que a população passa a ter, só nos vai expor mais”, disse Franco Mufinda em declarações emitidas pela Rádio Luanda, acrescentando que vai haver mais casos e mais óbitos.

Segundo o governante, as estatísticas registam mortes diárias, “de pessoas que chegam tarde” aos hospitais.

“Começamos a ter até óbitos na comunidade, pessoas que chegam às unidades sanitárias sem vida e quando se faz o teste pós-morte, de SARS-COV 2, temos evidências que se trata de covid, portanto [são] pessoas [que] começam a morrer em casa”, referiu.

O governante sublinhou que isto são indicadores de que a população se deve cuidar.

“Quando se pensava que se tratava de uma miragem, não é, hoje estamos perante um facto que está a ceifar vidas”, referiu, salientando que a transmissão da covid-19 ocorre sobretudo quando há “ajuntamentos populacionais”.

Angola contabiliza 8.049 casos positivos, com 251 óbitos, 3.037 recuperados e 4.761 activos.

Dos activos, nove estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 19 graves, 112 moderados, 443 apresentam sintomas leves e 4.168  assintomáticos.

Sob cuidados médicos nos centros de tratamento do país, estão 593  doentes.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *