Agente da Policia acusado de matar um jovem no Prenda


A um agente da Polícia Nacional está a ser acusada de alvejar contra dois jovens no bairro do Prenda por não fazerem o uso de máscara, um deles que foi atingido na cabeça acabou por morrer enquanto que outro foi levado ao hospital e está a receber tratamentos médicos.

O Comando Provincial da Polícia Nacional de Luanda disse em nota de imprensa que lamenta o ocorrido esclarecendo que na intervenção policial e por imprudência, um efectivo efectuou disparos com arma de fogo, tendo atingindo mortalmente o jovem que em vida chamou-se José Kilamba Rangele, bem como causando o ferimento no membro inferior direito o cidadão Maurício José Isabel de 16 anos.

Publicidade

“Face ao incidente ocorrido no dia 12 do corrente mês e ano, no bairro Prenda, que culminou com a morte de um cidadão e ferimento de outro, o Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional de Angola esclarece o seguinte: ⠀

1. O facto ocorreu ontem, dia 12 de Julho de 2020, no bairro Prenda, entre os lotes 9 e 10, quando os referidos agentes, no cumprimento da fiscalização das medidas a vigorar durante a Situação de Calamidade Pública, efectuavam serviço de patrulhamento, depararam-se com um aglomerado de jovens, em horário e local não autorizados; ⠀

2. Na intervenção, por imprudência, um dos efectivos efectuou disparos com arma de fogo, atingindo, mortalmente, o cidadão que, em vida respondia pelo nome de José Kilamba Rangel, solteiro, de 23 anos de idade, e tendo causado ferimentos no membro inferior direito ao cidadão Mauricio José Isabel, solteiro, de 16 anos de idade, que já se encontra sob cuidados médicos numa unidade hospitalar local; ⠀

3. O agente em causa já se encontra detido, para responsabilização disciplinar e criminal”, pode-se ler na nota.

O Comando Provincial de Luanda endereça à família os profundos sentimentos de pesar e apela aos cidadãos a manterem à calma e a observarem as medidas e as orientações das forças da ordem face à situação de calamidade pública que vigora no país.

Em resposta aos disparos, à população teria metido fogo numa “roulette” da Polícia que ficava naquela bairro. Um forte aparato policial foi enviado par o local.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *