Uso de máscara facial deixa os homens mais atraentes, diz estudo


Pessoas há que ainda mostram algum desconforto no uso da máscara facial, que se tornou obrigatório devido a pandemia da covid 19, mas segundo um estudo realizado pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido, o acessório deixa as pessoas mais atraentes. 

Apesar de cobrirem praticamente metade do rosto, uma equipa de especialistas concluiu que ao usar uma máscara, em particular as máscaras médicas azuis, a atractividade do individuo aumenta.

Publicidade

Michael Lewis, da Escola de Psicologia da universidade e especialista em psicologia dos rostos, realçou que, antes da pandemia da Covid-19, uma pesquisa apontou que as máscaras faciais médicas reduziam a atractividade. No entanto, a sua equipa quis perceber se o uso “omnipresente” das máscaras faciais mudou a percepção das pessoas sobre quem as usa.

O estudo mediu como diferentes tipos de máscaras faciais mudaram a atractividade de 40 rostos masculinos. Um grupo de mulheres foi solicitado para avaliar a atractividade de imagens de rostos masculinos sem máscara, a usar uma máscara de pano, outra máscara médica azul ou a segurar um livro preto cobrindo a área que a máscara esconderia, numa escala de 1 a 10.

A pesquisa foi realizada em fevereiro de 2021, sete meses depois que as máscaras faciais se tornaram obrigatórias no Reino Unido.

“O nosso estudo sugere que os rostos são considerados mais atraentes quando cobertos por máscaras faciais médicas. Num momento em que nos sentimos vulneráveis, podemos achar o uso de máscaras médicas reconfortante e, portanto, sentirmo-nos mais positivos em relação ao utilizador”, lembrou Michael Lewis.

A pesquisa mostrou que a pandemia da Covid-19 mudou a psicologia das pessoas na forma como percebem os utilizadores de máscaras.