Quantcast

Após 157 anos, famoso “Big Ben” ficará em silêncio durante 4 anos

0

Uma última semana para quem quiser ouvir as badaladas do Big Ben: no próximo 21 de agosto, o tradicional relógio de Londres começará a passar por uma restauração que o deixará em silêncio pelos próximos quatro anos.

A partir do dia 21 de Agosto, ao meio-dia, o som do sino do famoso relógio do Big Ben, um dos mais míticos símbolos de Londres, no Reino Unido, vai ser uma raridade devido a obras de renovação. O anúncio foi realizado esta segunda-feira na Casa dos Comuns, a câmara baixa do Parlamento britânico.

“Na segunda 21 de agosto ao meio-dia, as famosas campanadas do Big Ben soarão pela última vez antes do início de grandes obras de reforma”, anunciou o Parlamento em um comunicado.

“As campanadas voltarão a marcar as horas no decorrer de 2021”, acrescenta o comunicado, sem especificar uma data.

“O silêncio do Big Ben é um marco nesse projeto crucial de manutenção. Como encarregado do grande relógio tenho a honra de garantir que essa peça de engenharia vitoriana está nas melhores condições dia a dia”, disse Steve Jaggs, responsável pelo monumento.

“Este programa essencial de obras protegerá o relógio em longo prazo, além de proteger e preservar seu lar, a Torre Elizabeth”, acrescentou Jaggs, convidando o público a “se concentrar na Praça do Parlamento para ouvir as últimas badaladas, até seu retorno em 2021”.

As obras servirão para restaurar e reparar a esfera do relógio e seu mecanismo, suas campainhas e a estrutura dessa torre de 96 metros construída em 1856.

Também será instalado um elevador, como alternativa aos 334 degraus que levam ao alto da torre.
O nome Big Ben se refere estritamente ao sino do grande relógio, mas é usado, em geral, para dar nome ao conjunto da torre e seu relógio.

O sino pesa 13,7 toneladas e soa a cada hora. É acompanhado de outros quatro sinos a cada 15 minutos.
O Big Ben funcionou quase sem interrupções nos últimos 157 anos, salvo em duas pausas de manutenção e renovação em 2007 e em 1983-85.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.