Substituir berços por caixas de papelão não promove sono nem evita morte de bebés


Esta económica opção tem vindo a dividir opiniões sobre o que é de facto melhor para a criança nos primeiros anos de vida. Especialistas britânicos alertam que substituir o berço por caixa de papelão, torna os recém-nascidos mais vulneráveis a qualquer perigo de vida. O que contraria o estudo da Academia Americana de Pediatria. 

Todos querem o melhor e mais seguro para o seu bebé. Mas tal não significa necessariamente aderir sempre às opções mais caras. Pelo contrário, na Finlândia, desde 1930 que todas as mulheres grávidas recebem uma caixa de cartão que se completa com vários produtos para o bebé, e foi especialmente criada a pensar no conforto e segurança do bebé.

Publicidade

Mais recentemente, também nos Estados Unidos começaram a ser distribuídas de forma gratuita tais caixas, como forma de garantir o bem estar dos recém nascidos de todo o país, através da providência dos essenciais básicos aos primeiros momentos de vida. Contudo, esta alternativa ao berço não é vista como uma boa opção por parte de todos.

Após a Academia Americana de Pediatria divulgar o estudo de que os recém-nascidos não podem dormir na mesma cama que os pais, de modo a evitar morte súbita. Especialistas britânicos vieram a público para alertar os pais, de que substituir berço pela caixa de papelão não é seguro, nem promove o sono.

De acordo com o especialista citado pelo The British Medical Journal, as caixas de papelão não oferecem segurança pelo facto de algumas serem inflamáveis e tornar o bebé vulnerável a qualquer perigo,  como outras crianças ou mesmo animais de estimação, principalmente se a caixa estiver no chão, o que aumenta a probabilidade de contágio por poeiras e outro tipo de sujidade. Mais: por ser um material menos resistente, aponta-se a falta de durabilidade que garanta a sua segurança, principalmente se a caixa se molhar ou acumular demasiada sujidade. Ainda, se for colocada sobre algum patamar, para evitar a proximidade com o chão, não há segurança de que a caixa não caia, diz a referida publicação especializada que aponta assim o berço como melhor opção, pois as barras permite que os pais supervisionem o bebé com maior facilidade.

“A caixa de papelão para bebês não deve ser promovida como um espaço seguro para dormir, mas apenas como um substituto temporário se nada mais estiver disponível”, alerta Peter Blair, professor da Universidade de Bristol.

No Reino Unido e outras partes do mundo cresce o número de pais que optam por fazer dormir em caixas de papelão por influência da pesquisa norte-americana. Enquanto não estiver provada cientificamente, é recomendável não substituir o papelão pelo berço, opte pela segurança do seu filho.

 

 

 

 

Por: Guilherme Francisco


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *