Quantcast

Em Angola, mais de 1000 enfermeiros trabalham com certificados de autenticidade duvidosas

0
Divulgação de Serviços (ProCenter)

De acordo com bastonário Paulo Luvualo, da Ordem dos Enfermeiros de Angola, foram apreendidos e apresentados nessa quarta-feira (19), cerca de de 1,432 certificados falsos, de enfermeiros que exercem sua actividades de forma ilegal e põe em risco a vida de doentes nas unidades sanitárias.

Segundo o bastonário Paulo Luvualo que falava em declarações a Angop, as buscas partiram de uma solicitação as instituições aonde os mesmos alegam ter estudado. E cerca de 1, 432 certificados foram apreendidos por terem caracteres duvidosos, cuja autenticidade precisa da confirmação do SIC e da Inspeção Geral de Saúde.

Com o objectivo impedir que falsos profissionais adquiram a carteira profissional e exercer suas funções, a Ordem dos Enfermeiros de Angola vem a se interferir na detenção de certificados suspeitos.

Num universo de pelo menos 43 mil profissionais inscritos em instituições, em Angola metade dos enfermeiros acarretam no bolso um certificado duvidoso.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.