De vendedor de esperança para consultor de Marketing, Lady Mukeba vai lançar “Guião de Marketing”


Actualmente com dois livros no mercado “Vendedor de Esperanças” e “O Vendedor de Esperanças e o Perdão Vol. 2″, o escritor angolano Lady Mukeba que se estreou em 2017 com o pseudónimo literário de “O Velho Kipacaça”, prepara-se para brindar brevemente os amantes de literatura com sua nova obra intitulada “Guião de Marketing”. 

Em entrevista ao AngoRussia, revelou ser um ‘dotado’ em escrever textos narrativos, por isso para si escrever “Guião de Marketing”, foi um grande desafio e também para sua carreira como escritor, uma vez que teve de fazer pesquisas de outros livros do género.

Publicidade

“O processo de elaboração do livro foi difícil. Isto porque tenho mais habilidade em escrever texto narrativos. Porém, mesmo com os meus dois livros de romance já publicados, sempre trabalhei e lecionei Marketing. Tive de fazer pesquisas, consultar outros escritores que têm livros técnicos como a Sandra Mateus. Foi difícil escrever, mas felizmente consegui”, começou por dizer.

O livro que levou cerca de quatro anos para ser concluído, acarreta um total de 180 páginas, bem como também trás metodologias desenvolvidas com base na experiência de mercado das grandes empresas de marketing.

“Existem muitos livros de Marketing e, com certeza, cada tem a sua especificidade. Ao escrever o Guião de Marketing, preocupei-me em desenvolver um conteúdo que fosse ‘mesmo’ prático, diferente de vários livros que existem e dizem ser práticos, mas não o são. Não obstante, este livro apresenta uma metodologia desenvolvida com base na experiência de mercado das grandes empresas de marketing e que fazem marketing. Posso continuar a citar outros diferenciais, mas vou dizer apenas mais dois: o primeiro deles é que encontraremos no livro Guião de Marketing conteúdos técnicos com base na realidade das empresas e mercado angolano. E por último e não menos importante é que com este livro, Angola passa a estar na rota dos países que produzem conteúdos de marketing”, disse.

Numa primeira fase, o escritor que apresentou-se na vestes de um vendedor de esperanças e perdão como o “Velho Kipacaça”, disse que as vendas serão inicialmente feitas em Portugal e posteriormente em Angola. Nos dois pontos, os livros estarão disponíveis primeiro em pré-venda com serviço de entrega ao domicílio. E depois poderão adquirir no dia do lançamento, para se evitar as enchentes nos dias do lançamento.

Lady Mukeba ressaltou ainda que devido a pandemia, os escritores que já viviam dificuldades para escoar ou vender os seus livros, viram as suas situações agravarem mais ainda. O poder econômico do leitor reduziu, os espaços para venda estão fechados e aqueles que estão abertos não permitem aglomerações. Os preços de produção dos livros dispararam.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *