Citadinos afirmam que táxis lotados a 100% contribuem para a propagação do coronavírus


Apesar do decreto presidencial que vigora actualmente estipular 75% como a capacidade máxima de lotação dos transportes públicos e privados, vários taxistas permitem que os seus transportes estejam 100% lotados.  Por esta razão a população tem se mostrado descontente e afirma que tal prática contribui para a proliferação do coronavírus.

O distanciamento social na via pública e nos transportes colectivos é uma das medidas adoptadas pelo estado angolano, para o combate do inimigo invisível, o coronavírus. Enchentes nas paragens e lotação total dos veículos constituem violação do decreto que entrou em vigor em (01) de Outubro de 2020.

Publicidade

Apesar disso é possível verificar-se na cidade capital transportes com a lotação de 100%, Numa ronda feita pelo AngoRussia em algumas artérias da cidade capital, um grupo de pessoas com idades compreendidas entre os 17 aos 46 anos, mostrou-se insatisfeito e preocupado com o facto dos taxistas estarem constantemente a violar o decreto referenciado acima.

“As manhãs e as noites são difíceis para que anda de táxi, a partir das 17h, 18h os táxis ficam super lotados. Os autocarros públicos então já nem se fala. Estão a ignorar a existência do vírus e isso vai fazer com que as coisas piorem”, disse uma das entrevistadas. “Quando se reclama sobre a lotação, os cobradores não se importam, e as vezes permitem pessoas sem máscara nos táxis e quem precisa se locomover não tem outra opção se não aceitar”, disse outro entrevistados.

Assustados com a propagação do vírus SARS-Cov2, os passageiros pedem que o estado olhe por esta situação e que cada um tenha a consciência e responsabilidade na luta contra o coronavírus.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. Os transportes Públicos transportam 100% da sua capacidade, muitos passageiros nem se quer usam mascara de proteção, ficam muito cheio os autocarros.