Quantcast

Uma boa amizade no trabalho pode ser mais perigosa que uma amante, aponta estudo

0
iPixel – Leaderboard

Segundo estudos na área de psicologia , a relação de amizade que alguém tem com um colega ou amigo de trabalho pode chegar a ser mais perigosa que a relação que a mesma pessoa possa ter com um amante.

Considera-se muito importante ter alguém no trabalho que seja como a ‘cara-metade’. Esta relação começa por não ser amorosa, mas pelas necessidades que se sente de ter alguém ao lado num local que pode trazer tanto stress e insegurança, o quadro pode se agravar.

Este ‘par do trabalho’ é alguém em quem se confia e que se protege e no ambiente laboral, que faz rir quando se está em baixo, com quem se pode desabafar (seja algo profissional ou pessoal) e com quem se partilha ideias.

Há estudos que dizem que para a relação amorosa, a que tem em casa, esta amizade no trabalho pode ser tão ou mais perigosa do que um/a amante. O El Confidencial diz que o facto de se passar mais tempo no trabalho do que em casa, acaba-se por conhecer melhor os colegas do que o próprio parceiro.

 

Deixe a sua opinião!

Partilhe.