Quantcast

Altura e cultura geral esteve na base da escolha das candidatas a “Miss CPLP 2017”

0
Divulgação de Serviços (ProCenter)

A organização do concurso de eleição a mulher mais bonita da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP Angola), Realizou-se na manhã de terça-feira (05), no espaço Palmeiras Club, em Luanda, o casting para encontrar as 18 candidatas que disputarão a coroa para poder representar Angola na quarta gala de eleição da mulher mais bela da CPLP.

Foram mais de 33 candidatas ansiosas e nervosas para demonstrar a mesa dos jurados que iriam seleccionar as 18 mulheres para o concurso que irá eleger apenas uma na mulher mais bonita da (CPLP Angola 2017) e representar o seu pais na quarta edição da gala.

Esteve na mesa dos jurados o Jornalista angolano Pedro Belo, que em entrevista ao AngoRussia, o jornalista angolano Pedro Belo, que também fez parte do corpo de jurados disse que a escolha das candidatas não foi tarefa fácil, pois ficou convencido por aquelas que além da altura e saberem de cultura geral, têm potencial elevado para representar Angola no concurso.

“Teve candidatas sem potencial e outras sim. Claro que temos que fazer uma selecção bastante boa para poder retirar a Miss que vai representar Angola. Apareceu muitas candidatas, como de habito, todos querem ser Miss mas tinha umas que não têm potencial porque não têm altura, perfil e não sabem cultura geral então estas nós temos que eliminar e das poucas que foram seleccionadas acredito que cinco têm potencial elevado para representar bem Angola”, disse o Júri satisfeito com a selecção.

Na mesa ainda encontram-se o estilista José Niury, Débora Leitão, Jacob Moises, Samuel Etaungo.

Veja mais em:

Deixe a sua opinião!

Partilhe.