Isolamento social: Dj’s angolanos levam os sets mais badalados em festas online


51 partilhas

Muitos são os promotores de festas e Djs que depois de ser decretado o estado de emergência no país, cancelaram as suas festas temáticas em cumprimento ao instrutivo da OMS e do Ministério da Saúde. Impossibilitados de trabalhar, os Disc Jockeys têm utilizado, assim como os demais artistas, as plataformas digitais para proporcionarem  momentos de alegria e diversão à quem está em casa de forma a matarem as saudades das pistas de dança. 

As transmissões ao vivo emitidas em diferentes redes sociais, têm acumulado uma quantia significativa de visualizações com destaque para o Instagram e o YouTube, onde vários cantores, blogueiros, influencer digitais, escritores, actores, entre outros, têm aproveitado para exibir os seus trabalhos e eventualmente apelarem os internautas a acatarem as medidas de prevenção contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Para dançar como se não houvesse amanhã, seja no meio da sala, no quarto, varanda de casa, quintal ou até na cozinha, com uma playlist feita por quem entende do assunto, por causa da pandemia do coronavírus, muitos Djs, assim como músicos angolanos, migraram para as redes sociais e plataformas de streaming, para fazerem lives a partir de suas casas, e proporcionarem alegria e o melhor da música electrónica, hip-hop, pop, R&B, kizomba, semba, kuduro, entre outras, aos seus convidados virtuais.

Dj Malvado

Desde o início o estado de emergência decretado em Angola, o consagrado Dj Malvado, um dos maiores selos de festas do país, tem reunindo milhares de pessoas entre famosos e anônimos, na sua página da rede social Instagram com suas transmissões ao vivo. Com o melhor de seu repertório, Malvado tem oferecido aos seus convidados, géneros musicais dançantes deste electrónica ao semba, em show que vai até altas horas da madrugada.

“Obrigado a todos. Ontem foi difícil, quase que desistia, mas por vocês, pelo vosso incentivo, seguimos e fizemos então a nossa festa virtual. Vocês tem sido maravilhosos, pois é bom fazermos o que amamos e sentir esse vosso carinho”, agradeceu o Dj depois de um de seus lives.

Dj Lutonda

Suas festas online já virou tradição! Com o fecho das casas noturnas e festas ao ar livre, a saída foi manter a agenda online ocupada, como tem feito até aos dias de hoje. A partir de sua casa, ao longo desta fase de isolamento social, Dj Lutonda tornou-se o ‘favoritos’ da internet pelos angolanos, ao tornar os seus sábados, em noite inesquecível de festa com mistura de kuduro, afro-house, kizomba, semba, entre outras.

Satisfeita com o empenho de Lutonda em suas transmissões ao vivo nas plataformas Instagram, Facebook e  YouTube, a operadora Unitel convocou o Dj  no passado dia 1 de Maio, para a realização de um show ao vivo nas suas contas das redes sociais.

Mesmo com o sucesso dos seus lives, e uma agenda social  repleta de trabalhos, agora online, o Dj fez ainda parte da festa digital “DJs Em Casa”, assinado pelo produtor de eventos Mário Rodrigues e Unique Events, ao lado de outros Djs nacionais como Paulo Alves, Kapiro, Nelasta, Verigal e Bruno Tuga, e juntos arrecadaram quase AKZ 5 milhões que foram doados a população mais carenciada.

Dj Kapiro

Para reforçar a importância das pessoas ficarem em casa neste momento de crise e evitar que se espalhe ainda mais a transmissão da doença provocada pelo coronavírus, Karipo fez questão de juntar-se aos seus colegas de profissão e tem feito lives com sets badalados para que todos possam aproveitar em segurança dias de festas em casa.

O Dj, tem aproveitado o confinamento para levar aos seus seguidores e fãs, uma das festas temáticas mais famosas realizada em quase toda parte do mundo, o ‘Sunset’, no quintal de sua casa, enquanto que as noites, recorda as pistas de danças com temas nacionais e internacionais.

Dj Nelasta

O Dj que além de tocar em festas também trabalha nas “Quartas Quentes”, do humorista angolano Calado Show, tem vindo a proporcionar momentos nostálgicos aos seguidores e fãs de seu trabalho com seus sets.

Neslasta que faz parte do restrito leque de Djs que levam as melhores ‘Festas Online’, nas plataformas digitais, também criou um projecto de caracter solidário, sem fins lucrativos, visando arrecadar bens essenciais para um grupo alargado de crianças que pertencem à Paróquia Cristo Rei da Paz no Benfica, tendo este ter arrecadado na primeira edição de 3 lives, 721 mil kwanzas.

Já no segundo show ao vivo, Dj Nelasta conseguiu arrecadar cerca de 1 milhão de kwanzas, doados por milhares de internautas de Angola e outros que encontram-se na díaspora.

Assim como Lutonda, o artista já havia participado de outro projecto solidário denominado “DJs Em Casa”, ao lado dos colegas como Paulo Alves, Kapiro, Nelasta, Verigal e Bruno Tuga, onde conseguiram arrecadar quase AKZ 5 milhões para os mais necessitados.

Dj Black Spygo

Agenciado pela Clé Entertainment, Black Spygo é conhecido pela sua diversidade de playlist em seus trabalhos. Durante o isolamento social em que as casas noturnas, bares e festas foram encerradas por conta do novo coronavírus, o Dj e produtor que também é reconhecido por fazer ‘arder’ as pistas de dança, tem realizado inúmeras performances ao vivo, na sua conta do Instagram.

Recentemente, esteve na página da Unitel na festa “Eu Fico No Kubico”, onde já passaram artistas como Anna Joyce, Lil Saint, Dj Helio Baiano, Yola Araújo, Puto Português, Gerilson Insrael, Preto Show, Os Mobbers, Yasmine, Cage One, Rui Orlando, Egar Domingos, Edmázia Mayembe, Bambila, Halison Paixão, Ary, Cef, Filho do Zua, entre outros.

Dj Pzee Boy

Longe dos palcos, a nostalgia tomou conta dos directos de Pzee Boy, que ficou conhecido nacionalmente e internacionalmente como “A dor de cabeça”, por tocar de forma extraordinária em festas temáticas, aniversários, casamentos, pedidos, discotecas, entre outros.

Há mais de 10 anos no mercado da música, Pzee Boy denominou os seus lives por “Lowcost party”, onde os fundos arrecadados serão doados ao Lar Horizonte Azul, localizado em Viana.

No “Lowcost party”, o Dj procura interagir com a plateia virtual com um campo aberto de perguntas e respostas sobre diversos assuntos ligados a sua carreira artística. Nas redes sociais, não faltaram só elogios e comentários de motivação dos seguidores e fãs, como também de reconhecimento pelo talento do artista e a enorme saudades de o ver a tocar pessoalmente em festas e casas noturnas.

 

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

51 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *