Moda Luanda 2020: “La atitude” exala neon, brilho e muita cor com coleção “Barbie”


139 partilhas

Aconteceu neste domingo (21) de Junho, a 23ª edição do famoso espetáculo “Moda Luanda”, que contou com a apresentação de colecções (tendências para o verão) de mais 10 estilistas nacionais, entre elas Márcia Ferrandez que com a sua marca “La atitude” conseguiu despertar o seu lado mais criativo e desafiador criando uma linha ousada, arrojada, onde abusou do brilho e das cores. 

Durante os desfiles do “Moda Luanda 2020”, foi possível observar que muitos dos estilistas usaram a mesma receita (o estilo neon) de forma diferente e chegaram também a resultados opostos, porém muito interessantes, assim como o foi caso de Márcia Ferrandez que apresentou a sua colecção denominada “Barbie” inspirada no universo da famosa boneca, com a marca ‘La Atitude’ do grupo “Cinco Cores”.

Publicidade

A estilista levou para as passarelas 15 modelos diferentes, todos feitos sob pressão. Em conversa com o AngoRussia, Márcia explicou que o tema escolhido para esta edição do moda Luanda, requeria uma produção excêntrica, com peças estilosas de cor neon. Por isso, procurou unir as exigências do tema do evento com a sua colecção inspirada na famosa boneca ‘Barbie’.

Ainda a moda actual, Marcia justifica que a estilo da boneca é sinónimo de glamour explosão de cores, ela reflete as mudanças do mundo. E que o estilo pode ser o que quiser, sempre com estilo Barbie boneca que inspira mulheres, perfeita no seu estilo, transmitindo-as características de independência feminista, onde sempre apresentou o facto de que mulher tem escolhas.

Ao finalizar, a dona do grupo “Cinco Cores”, fez saber que as qualidades dos tecidos escolhidos e o universo ‘Barbie’, levou-a a incorporar as transformações que efectuou nas peças da sua colecção que foi muito bem recebida com rasgados elogios por parte dos seus seguidores e pessoas que apreciam e seguem o seu trabalho.

Marcia, é uma das estilistas angolanas que realiza confecções artesanais e restringe sua produção a materiais angolanos, por acreditar na valorização do produto nacional. Os tecidos, como linho e seda, são cortados muitas vezes pela própria estilista e, depois, enviados para os alfaiates e costureiros que finalizam as peças.

Vale ressaltar que, pela primeira vez na história de moda, a gala de premiação da 23ª edição do já emblemático e prestigiado evento de moda nacional “Moda Luanda”, realizada neste domingo (21), foi emitido de forma virtual por causa da Covid-19.

Veja algumas das peças que roubaram a atenção dos telespectadores:

Para além dos desfiles, o evento contou também com a nomeações das figuras que mais se destacaram ao longo do ano com os troféus moda Luanda.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

139 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *