Série Njila oficialmente apresentada


Decorreu nesta sexta-feira, 23 de Setembro, no Marco Histórico do Cazenga, a ante-estreia da série angolana “Njila”, uma superprodução gravada em Luanda, tendo o município do Cazenga como local principal das gravações.

Foto (Angorussia:José de Jesus)

Num ambiente descontraído e bastante convidativo, o elenco apresentou-se e posteriormente, através de uma tela gigante, todos os presentes puderam ter o privilégio de acompanhar em primeira mão o primeiro episódio da série, que conta a estória de Rufilde Xavier, (interpretada por Neurite Medes), uma mulher da alta sociedade que vê a sua vida dar uma volta de 360°, após o assassinato do seu marido, Arthur Xavier, representado por Kayaya Júnior.

De acordo com Paulo Idalécio, um dos realizadores da série, o processo de gravação foi curto e intenso. “Foi um processo um pouco pesado, trabalhamos num espaço de tempo muito curto. Mas ouve muitos momentos interessantes e criativos. Tivemos um tempo muito curto de escrita, vamos fazer a exibição do primeiro episódio, mas continuamos a produzir”

Paulo, revelou ainda tratar-se da primeira vez que o município do Cazenga é representado a 100% numa série, e disse que  objectivo é mostrar o outro lado do bairro, muitas das vezes ‘estereotipado’.

“A série é 80%, gravada no Cazenga, é a primeira vez que vamos ver o município representado a 100% numa série, nós quisemos mostrar ao público alguns pontos interessantes, por exemplo, temos a nossa estátua da liberdade, o nosso tanque, que representa a liberdade, nós aqui trazemos um Cazenga diferente”, disse.

Para Neurite Mendes, receber o convite para fazer parte do elenco de ‘Njila’, foi a realização de um desejo que nos últimos anos vinha se intensificando. Além de agradecer, a actriz admitiu que apesar de estar a viver uma experiência única, tem um longo caminho a percorrer.

“Primeiramente agradecer o convite, veio no tempo de Deus, porque sempre tive vontade de trabalhar como actriz, mas nos últimos 5 anos, tem se tornado muito forte. Tão logo aceitei o convite, decidi entregar-me de corpo e alma, claro que tenho muito caminho a percorrer, mas com a equipa, o elenco e a ajuda profissiona vamos conseguir fazer um trabalho excelente”, frisou.

Kayaya Júnior que dá vida a Arthur Xavier, um homem político da alta sociedade que se envolve em problemas financeiros, classificou o seu personagem como ‘complexo’ por este retratar a estória de um cidadão que considera “não exemplar”.

O mesmo, destacou ainda que um dos pontos é a disparidade na personalidade de Arthur Xavier em relação a sua na vida real. “A única coisa que eu e o personagem tempos em comum, é que ele tem filhos, uma família, e eu também.

Visivelmente satisfeita, Sandra Alexandra, contou ao AngoRussia o que achou do primeiro episódio de Njila. “Só nesse primeiro episódio já consegui sentir a adrenalina, o trabalho árduo da equipa, amei, e estarei atenta todos os domingos”

Importa realçar que a série, é uma produção da Geração 80, em parceria com a Muanda produções. Está disponível todos os domingos às 21hrs, no canal Kwenda Magic, posição 502 da DStv.