BAI Dança com Ritmo coloca os concorrentes à prova e proporciona um espetáculo de artes


Sob o tema profissões e já na segunda fase, o BAI Dança com Ritmo, exibiu no último sábado, 17 de Julho, no Zap Novelas, um espetáculo de artes, onde colocou os concorrentes à prova em dois registos, uma actuacção num estilo de dança que desafiasse o seu talento, técnica, timing e espaçamento e um momento de Freestyle em que os participantes tinham 60 segundos para mostrarem o que valem no seu estilo primário, ou seja com o qual foram admitidos no concurso.

Dentre os seis concorrentes, três já marcaram um passo mais sólido em direcção à Grande Final. Permanecem no concurso o Grupo de Dança do Lobito, Akamba Vanene, escolhidos pelo público e David de Castro, escolhido pelos jurados.

Publicidade

O Grupo de Dança do Lobito contou a história de quatro astronautas que foram à Marte numa missão de reconhecimento naquele planeta à procura de condições de habitabilidade. O estilo de Dança usado como instrumento para contar esta história foi o Kuduro. Os meninos do Lobito entraram para o BAI Dança com Ritmo com o estilo Feeling, característico da província de Benguela. E foi com este segundo que “deram o show” na sua segunda actuação. Em sessenta segundos, o grupo investiu em coordenação, sincronia, intensidade, rapidez e fluidez.

Por sua vez, Akamba Vanene, a dupla do Bié, teve uma missão específica no BAI Dança com Ritmo,  representar Angola no elevar das danças tradicionais africanas. Na sua primeira actuação, representaram dois guias turísticos que tinham um trabalho exigente, potenciar o Turismo da sua região. Entre várias tarefas, um combate a preguiça de um deles foi a mais árdua. No seu minuto de frestyle, Akamba Vanene, dançou com sorriso nos lábios, orgulho em ser africanos, agilidade e com “reboladas mundiais”.

David de Castro, com apenas 20 anos de idade, impôs-se pela sua qualidade técnica, sincronia com a música, timings perfeitos e muito talento. Com a sua performance de Street Jazz contou a história de um empresário, que mais do que os seus problemas laborais, tem questões pessoais por resolver. Na sua segunda actuação, reservou-se ao seu estilo de bandeira, o Hip Hop em que mais uma vez investiu tudo o que pode para passar para a próxima fase.

As duas actuações e a sua clara evolução convenceram o corpo de jurados, que o apurou para a próxima fase. C4 Pedro em particular, mostrou-se extasiado depois de ver David dançar. Os Castro são fortes! Fidel de Castro, David de Castro, Wow!”, referiu o cantor.

Ainda sobre C4 Pedro, o artista subiu ao palco e com a canção “Bang Bang” colocou toda a gente a dançar. A convite dos apresentadores Patrícia Pacheco e Daniel Nascimento, King Cequa teve de voltar a calçar os sapatos que discretamente descalçou, subir ao palco e elevar a fasquia do espetáculo com a sua voz.

Florinda Miranda foi a primeira a se deixar afectar pela magia da música de C4, foi ao palco e dançou alegremente. Neurite Mendes, repórter do programa e Anderson Manjenje também se juntaram ao belo momento. Anderson relembrou que na sua veia corre a dança e mostrou “grandes toques” ao som da voz de C4 Pedro.

Ao fim do espectáculo, três concorrentes foram para a casa. Juleita Kassindi da Huíla, Kamigami Crew de Luanda e Beatriz Kasselo também da capital foram eliminados do BAI Dança com Ritmo.

Na próxima semana, mais emoções encherão o palco do concurso. Sobem ao palco Lourenço Francisco, Os Vilões, Walter Cabango, Barulho do Semba, Helena Neto e Luís Massango. E cabe aos telespectadores da Zap Novelas tomar as grandes decisões quer seja por chamada telefónica, ligando para o número de telefone associado ao concorrente, pela aplicação BAI Dança com Ritmo, disponível na Play Store e Apple Store ou pelo site www.baidancacomritmo.co.ao

 

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *