Após 6 anos, “As Vedetas” estreiam em grande e superam expectativas


Após seis anos da primeira estreia, as actrizes Vanda Pedro e Edusa Chindecasse voltam a deixar o público eufórico com a estreia de “As Vedetas” neste Domingo, 04 de Julho no Centro de Conferência de Belas, Futungo. 

Com a sala cheia e cumprindo com todas as medidas de biossegurança, as actrizes Vanda Pedro e Edusa Chindecasse deram corpo e alma ao grande regresso da peça teatral “As Vedetas”, um espectáculo que arrancou gargalhadas satisfatórias ao público que aguardava ansioso pela estreia do mesmo.

Publicidade

Em entrevista ao AngoRussia, Edusa Chindecasse sublinhou que a apresentação deste ano teve um sabor diferente, uma vez que passaram-se seis anos. Também destacou que todos os actores em Angola, são “vedetas”, pois quando acreditam não desistem.

“Cada espetáculo é um espetáculo, quando a cortina fecha é um novo começo, uma nova emoção e um novo aprendizado. A arte é efêmera e nós fazemos a mesma peça de formas diferentes todos os anos e essa tem um sabor de diferente porque se passaram 6 anos e nós somos novas mulheres, estamos mais maduras e até a forma como nós olhamos para a arte e o teatro é diferente pois passaram-se 6 anos, foi mágico para nós ter as pessoas aqui a nos aplaudir estamos muito felizes”, declararam As Vedetas.

As “Vedetas” conta a história de duas jovens Simone (Vanda Pedro) e Sílvia (Edusa Chindecasse) que vivem numa incansável luta pelas luzes em palco, dispostas a fazerem tudo o que lhes for pedido para conseguirem o papel, seja ele qual for.

Baseada num texto do francês Lucien Lambert, a peça sobre duas amigas que ao mesmo tempo são eternas rivais em busca da fama, procura transmitir uma mensagem reflexiva que não se limita apenas no mundo artístico, mas  como também adverte aqueles que sempre ambicionaram por um momento de protagonismo no trabalho ou em grupo de amigos, onde o que prevalece no final de tudo é o amor  pelo trabalho que se faz.

Por: Anicia Gamboa


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *