Heloisa Jorge sobre a experiência que está a viver em “A Lei do Amor”: “Laura é uma angolana do mundo que valoriza a própria cultura e tradições”


A actriz angolana Heloisa Jorge, que participa pela terceira vez de uma novela na Globo, falou em entrevista exclusiva ao AngoRussia sobre a experiência que está a viver ao dar vida a empresária angolana, Laura na novela “A Lei do Amor”.

Heloisa contou que é desafiador ter a oportunidade de fazer personagens tão diferentes, e que mesmo não tendo experimentado muito a linguagem da televisão, aprendeu muito com as personagens anteriores e que tem sido agraciada com projectos muito instigantes, o que dá-lhe motivação para continuar.

Publicidade

A actriz que desde os 12 anos vive no Brasil, disse que se identifica com a sua nova personagem pois, é alguém que mesmo sendo atravessada por outras culturas, valoriza a sua bem como as tradições.

“Identifico-me bastante com a Laura, é uma angolana do mundo! Ela valoriza a própria cultura e tradições, mas é atravessada por diversas outras culturas. Uma mulher que precisou procurar formação profissional fora do seu país para conquistar o seu lugar ao sol numa sociedade bastante conservadora. O empoderamento desta mulher faz-me pensar na quantidade de Lauras que nós temos nas sociedades angolana e brasileira, por exemplo. Essas mulheres são obrigadas a assumir um “tom” assertivo na vida, para serem respeitadas e ainda assim convivem com todos os obstáculos que lhes são impostos pelo facto de ser mulher”, sublinhou.

Apesar de ter a referência do sotaque, calões, entender minimamente como a sociedade angolana funciona e de ter facilidade em alguns aspectos na composição da Laura, Heloisa não deixou de frisar que não acha ser mais fácil interpretar Laura por também ser angolana, pois é uma personagem que requer outras camadas para que não seja somente a profissional bem sucedida.

“O facto de ter a referência do sotaque, calões, entender minimamente como a nossa sociedade funciona facilita-me em alguns aspectos para a composição da Laura. Por outro lado, é uma personagem que requer outras camadas, para que não seja somente a profissional bem sucedida. Trata-se de uma mulher negra ocupando um cargo de chefia e influenciada por outras culturas também. Além disso estou a entrar num projecto que já está no ar há algum tempo. Começar qualquer coisa é sempre mais custoso, mas tem valido a pena”, acrescentou.

A elegância, altivez, educação e a sabedoria que salta aos olhos, são características típicas da mulher angolana que a actriz disse que não pode deixar de evidenciar quando estiver ‘vestida’ da personagem Laura.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!