Rainha proíbe Harry e Meghan Markle de usarem a marca Sussex Royal


Embora Meghan Markle e o príncipe Harry tenham registrado a marca Sussex Royal para usá-la comercialmente, o casal não poderá mais associar o nome de seu ducado à monarquia britânica.

Depois de um longo período de longas e complexas conversas, a rainha Elizabeth II decidiu proibir que Harry e Meghan Markle usem a marca “Sussex Royal” depois de decidir renunciar à realeza, segundo informações do Daily Mail. O casal, que está de mudança para o Canadá, investiu milhares de libras para montar um novo site do Sussex Royal, lançado no mês passado, para complementar a conta do Instagram que já é um sucesso com mais de 11 milhões de seguidores.

Publicidade

Segundo o “Daily Mail”, a rainha Elizabeth teria ordenado ao casal que retire o “royal [real]” de Sussex Royal do Instagram e teria proibido os dois de voltarem a usar o título no futuro.

Ainda há, de acordo com o jornal, discussões no Palácio de Buckingham sobre quais títulos eles poderão usar de agora em diante. Eles já não podem mais serem chamados de Sua Alteza Real.

Não estão claros os motivos da decisão da rainha Elizabeth. É sabido, contudo, que, desde o anúncio de que a dupla deixaria as obrigações reais, ela demonstrou contrariedade com a decisão. Houve preocupações a respeito do fato de que Meghan e Harry estariam a lucrar com sua conexão com a família real. Segundo o Daily Mail, o casal, que se mudou para o Canadá, ainda discute quais alternativas adotar.

No entanto uma das coisas que se continuará a verificar é a sua posição na linha de sucessão ao trono.

“Como neto de Sua Majestade e segundo filho do príncipe Carlos, o príncipe Harry mantém-se o sexto na linha de sucessão, por isso, o estatuto do duque e da duquesa de Sussex na Ordem de Precedência é inalterável”, afirmou-se na imprensa.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *