Puto Português defende cancelamento das aulas presenciais: “meus filhos não vão”


O músico Puto Português mostrou-se apreensivo quanto a continuação das aulas presenciais no país devido ao aumento de infectados pela covid-19. O artista adiantou que o seus filhos não irão para escola, continuarão a ter aulas em casa com um professor particular.

Após ter sido anunciada as novas medidas impostas pelo Executivo angolano para prevenir e combater à Covid-19, entre elas, a continuação das aulas presenciais. Puto Português defendeu em sua conta da rede social Instagram, o cancelamento das aulas presenciais, uma vez que se tem assistido de forma preocupante, um aumento galopante do número de infecções pela Covid-19 no país.

Publicidade

“Não sei os vossos; mas meus filhos as aulas presenciais não vão”, começou por dizer o cantor.

Puto Português defendeu ainda que o Governo deveria encerrar tudo (voltar num possível estado de emergência) para evitar dados maiores a vida dos angolanos.

“Fechem tudo quando é assim, do que virem com desculpas para continuarem a receber doações internacionais e prejudicarem muitos de nós angolanos. E os vossos comícios? É só manter os 2 metros de distância não é? Muito bom”, disse o artista que acabou por ganhar apoio e críticas na mesma publicação de muitos dos seus seguidores.

Entre a novas medidas, destacam-se o encerramento das salas de cinemas em Luanda, a realização de espectáculos, a suspensão de entrada de passageiros provenientes do Brasil e da Índia, os restaurantes e similares, em Luanda, estão proibidos de abrir portas aos fins-de-semana, os estabelecimentos abrirão de segunda a sexta-feira, das 6 às 18 horas, para atendimento presencial e até às 22 horas para serviços de entrega ao domicílio.

Nas demais províncias estão autorizados a abrir das 6 às 20 horas, para atendimento presencial, e até às 22 horas para serviços de entrega.

Todas as 18 províncias já notificaram casos positivos da covid-19, mas Luanda é a única província que regista a circulação comunitária das estirpes inglesa e sul-africana, anuncio este sábado a ministra da saúde Sílvia Lutucuta.

Angola registou nas últimas 24 horas 276 novos casos da covid-19, dois óbitos e 15 recuperações.

O país contabiliza, no total, 28.477 casos positivos, sendo 630 óbitos, 24.713 recuperados e 3.134 casos ativos.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por MR. TUGUEDA (@putoportugues)

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *