Preto Show reconhece contributo dos gémeos da Clé para a sua carreira: -“A minha estabilidade e meu estatuto musical devo a estes niggas”


Ao falar do seu contributo na criação da produtora Clé Entertainment, Preto Show   reconheceu o apoio dos empresários Clénio e Clésio Duarte Gomes, no avanço da sua carreira musical.

Convidado recentemente para o programa “AirBuzz”, “Benga Boy” como também gosta de ser tratado, contou a história de como conheceu os gémeos da Clé e participou da criação da primeira produtora que hoje veio a ser conhecida por Clé Entertainment.

“Eu já conheço os gémeos há muito tempo, quem  apresentou-me a eles foi o Kaputo, isto estamos a falar em 2013, para hoje já estarmos a falar por aí quase dez anos, e eu tinha os meus shows, e sucessivamente o “deal”(negócio) dos gémeos era um outro e então eu decidi, montar uma produtora, mas na altura não era a Clé. Chamei o Giovanni, Kaputo e sentamos e montamos, mas com o andar do tempo deixamos esta ideia e mais tarde retomamos, peguei a equipa que eu já tinha desde o fotógrafo, agente, músico, segurança, motorista e montei toda aquela estrutura com os meus niggas que têm dinheiro e eu tinha o ‘conhecimento’ e trabalhava muito tempo. Digo que hoje eu não estou lá, mas pessoas empregadas por mim, trabalham dentro daquilo e eu sinto-me feliz e realizado por isso. Mas quando eu entro para Clé eu já tinha o meu álbum vendido”, destacou.

Durante o desenrolar da conversa, Preto Show frisou que mais do que trabalhar para a existência da produtora, os gémeos serviram de grande suporte durante o seu percurso como cantor.

“Eu digo sempre assim, esse é um “deal” que ambas as partes juntamos e nos beneficiamos. Aqueles dois gémeos ensinaram-me a ser um Preto Show diferente, a ter uma outra visão, reeducaram-me, ensinaram-me a vencer, a crescer, deram-me oportunidade e um posicionamento elitista muito forte, o mesmo que eu fiz ao ‘gueto’ peguei os gémeos pus a roda do entretenimento, pus aquela Clé ao logo altíssimo. E dentro deste ‘big deal’, cada uma tem as suas opiniões e hoje cada um guia o seu barco diferente, mas o bem é que eles me montaram aqui e eu montei-os também ali. Na minha vida pessoal, fora do artista Preto Show Clé, esses niggas mudaram a minha vida, eu quando conheci estes ‘brothers’ não tinha casa, carro, não tinha mais estabilidade de vida, eles deram-me muito ‘business’ e vi muito dinheiro, eles foram uma cabeça muito importante na minha vida. Eu digo o seguinte hoje a minha estabilidade e o e o estatuto e posicionamento musical devo a estes niggas, como digo também que, eles hoje olham para Clé e dizem nós somos o que somos porque Preto Show fez acontecer”, referiu.

Questionado se a sua saída da produtora terá sido amigável, “Benga” fez saber que jamais foi emitida uma nota de imprensa, por considerar que a relação foi bastante saudável entre as partes.

“Tu nunca viste uma nota de imprensa a dizer que o Preto Show está fora da Clé, eu digo sempre assim, quando é algo amigável, feito de amor e coração, digo que serei sempre da Clé, e cada vez que a produtora inclina ou estiver a cair isto dói-me porque é algo que é um sonho meu, mas até aqui graças a Deus eles conseguem produzir e conduzir bem”, mencionou.