Kid Mc defende inclusão de transgêneros em concurso de Miss


Em função a mudança das regras do concurso Miss Universo passar a aceitar mulheres casadas, divorciadas, grávidas e mães, recentemente, o rapper angolano Kid Mc afirmou que se deve pensar na possibilidade de transgéneros participar da referida competição. 

Em reações a notícia da mudança histórica nas regras do Miss Universo, que passará a aceitar a partir de 2023, entre as participantes mulheres casadas, divorciadas, grávidas e mães, Kid Mc que faz parte das demais figuras que comentaram a respeito do caso, defende a participação de outras integrantes, transgéneros.

Para o rapper, foi um ganho histórico, de modo que outras mulheres tenham a oportunidade de participarem do evento, mas acredita, que agora é necessário pensar na possibilidade de transgéneros serem incluídas no concursos de Miss.

“Pronto, este já foi conseguido. Agora coloquemos na mesa para debate a participação de transgéneros em concursos de Miss.”, escreveu o rapper que teve o apoio de outros internautas.

O anúncio foi emitido pela CEO da competição, Amy Emmerich, que num comunicado a organização, afirma que a mudança é um passo natural na evolução do concurso, pois acredita que as mulheres devem ter gestão das suas próprias vidas, e que uma decisão pessoal de um ser humano não deve ser uma barreira para o sucesso.