George Clooney nega ser padrinho do filho de Harry e Meghan Markle


O actor George Clooney terá recusado ficar na lista dos possíveis candidatos para serem padrinhos do filho de Harry e Meghan Markle.

George Clooney nega ser padrinho do filho de Harry e Meghan Markle

Dividir o aniversário, sim, ser padrinho, não. George Clooney, que completou 58 anos na segunda-feira (8), mesmo dia em que nasceu Archie, o primeiro filho de Meghan Markle e do príncipe Harry, negou que vai ser padrinho do menino, como apontado por experts na Família Real.

Durante uma entrevista recente ao programa ‘Jimmy Kimmel Live!’, o avtor brincou referindo que não poderia ser considerado para o lugar, uma vez que já é complicado o suficiente tomar conta dos seus filhos gémeos – Alexander e Ella, que irão completar dois anos.

“Todo mundo ama um boato, mas não é verdade. Você não quer que eu seja padrinho de ninguém”, disse. “Eu mal consigo ser pai neste momento. É assustador”, confessou o astro à rede CNN.

“Não vou ser o padrinho. Prometo-te isso. Tenho a certeza”, completou.

George, que vai voltar à televisão com a série Catch-22, ambientada na Segunda Guerra Mundial e que produz, dirige e actua, tinha sido apontado como um dos padrinhos de Baby Sussex, devido à sua proximidade com Harry.

Os bebês da realeza normalmente têm vários casais como padrinhos, incluindo parentes e amigos próximos. Segundo os observadores da realeza apontaram em matérias de jornais como o Daily Mail e o The Guardian, George e Amal têm o mesmo perfil humanitário e engajado em causas socais que Meghan e Harry, o que faria deles um boa escolha para padrinho e madrinha e Achie Harrison Mounbatten-Windsor.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *