Beatriz Franck revela que tentou cometer suicídio após morte da mãe


Com a franqueza que a caracteriza, a empresária angolana Beatriz Franck revelou nesta segunda-feira (17) de Janeiro, que tentou suicidar-se após perder a sua mãe, em uma entrevista cedida ao programa “Dialogo Cultural”, da TPA.

Entre vários temas abordados, Beatriz Franck abriu o seu coração e falou abertamente de como se sente actualmente com a ausência da sua mãe e, revelou ter entrado em depressão.

Publicidade

“Eu entrei em uma depressão muito grande quando perdi a minha mãe, quis morrer. Falei assim, não tenho marido, filhos, não tenho pai, minha mãe morreu vou viver pra quê? Não tenho mais razões para viver”, disse.

Questionada pelo apresentador, se chegou ao ponto de pensar em tirar sua própria vida, Beatriz afirmou que sim e que ingeriu compridos com o objectivo de morrer rápido, mas que foi impedida pelo seu próprio cão, a quem chama de filho.

“Cheguei. Tomei comprimidos para morrer. No dia que tomei compridos para morrer fiquei, ‘ou vou tomar compridos ou vou me atirar’ porque eu vivia no sétimo andar. Mas lembrava-se de uma historia de um individuo que estava com trauma que subiu na  Torre Eiffel, em Paris e se jogou, mas não morreu e partiu os ossos todos. Então decidi tomar apenas os comprimidos que seria mais certeiro. E quando pego nos comprimidos começo a tomar um a um, conscientemente, porque eu queria morrer. Se me perguntasses o que eu queria, teria respondido que era morrer, assim iria encontrar a minha mãe no céu e continuar feliz. Ai eu tomo um, dois e três e o meu cachorrinho vem na varanda perto de mim e olha-me firmemente, como se fosse a minha mãe a dizer ‘não faz isso’ ao mesmo tempo ele a dizer ‘mama você vai morrer e eu’, ai parei de tomar os compridos”, conta.

Actualmente, a empresária tem recebido acompanhamento de um psicólogo e se tem apegado a Deus, como fez saber.