Após ser excluído dos Grammy, The Weeknd acusa a organização de corrupção


O ano de 2021 entrará para a história como o ano de Jay-Z e Beyoncé. O casal tornou-se no mais indicado de sempre ao seu prémios Grammy, com Jay-Z a alcançar 80 nomeações e  a esposa 79, mas é a exclusão de The Weeknd que está a render burburinhos por toda imprensa internacional e pela internet.

Apesar de neste ano, The Weekend ter lançado um dos melhores e maiores discos da época “After Hours”, ter colocado o  hit “Blinding Lights” no Top 10 do Hot 100 da Billboard, teve a desagradável surpresa de não receber nenhuma indicação aos Grammy de 2021.

Publicidade

Após a revelação dos Grammy Awards 2021, onde Beyoncé aparece a liderar as nomeações, vários seguidores do artista ficaram indignados, dizendo ser impossível o autor de “Blinding Lights” não ser indicado para nenhuma das categorias do próximo ano.

Em meio a tanto alarido, The Weeknd usou a sua conta oficial no Twitter para acusar a organização.“O Grammy continua sendo corrupto. Vocês devem-me alguma explicação, à mim, a meus fãs e a indústria da música.”, disse o artista.

As acusações surgem dias depois de o músico levar para casa três prémios nos American Music Awads, onde se destacou nas categorias “Artista Masculino Do Ano” no estilo Soul /RnB, sendo que o tema ” Heartless” o Melhor Do Ano e “After Hours” o álbum Soul do ano.

Com um total de nove nomeações, Beyoncé lidera as indicações dos Grammy para 2021 à frente de Roddy Ricch, Taylor Swift e Dua Lipa, com seis indicações cada.