Anselmo Ralph: “No ‘The Voice’, és inspirado por concorrente que cantam parece que o mundo vai acabar amanhã”


Pelo quinto ano consecutivo, no talent show português, The Voice , o músico Anselmo Ralph ocupa uma das cadeiras giratórias da mesa de jurados, onde estreou-se com uma vitória em 2014. Em declarações ao AngoRussia, o internacional angolano falou da vasta experiência que adquiriu como jurado do concurso, quer em termos técnicos, como de postura. 


Anselmo Ralph tem vindo a surpreender a cada temporada do The Voice Portugal, na sua estreia por exemplo, o músico venceu o talent show, com o talento inquestionável do português Rui Drumond. Nesta senda, o cantor afirma ser inevitável não adquirir mais experiência em sua carreira.

Publicidade

“Claramente, eu acho que o facto de estar ali a ouvir diversos artistas, por mais que não queiras acabas sempre por aprender. Quer em termos técnicos, quer em termos de postura. Porque és inspirado por concorrente que cantam parece que o mundo vai acabar amanhã”.

O cantor que reconheceu a vitória da angolana Deolinda Kizinba (dirigida por Mickael), como uma vitória sua também, falou da timidez que noutrora acarretava diante das câmaras, em parte superada pelo The Voice e lamentou também o facto de alguns angolanos não poderem ver o diferente Anselmo que é no concurso.

“Era um pouco mais receoso, acho que também naquela altura, Portugal estava a descobrir o Anselmo e não esperavam, nem eu esperava porque sempre fui muito tímido diante das câmaras, mas, dentro daquele programa acabei por me soltar mais e as pessoas acabaram por descobrir um Anselmo mais brincalhão. Pena que muitos angolanos não têm oportunidade de ver, mas, eu sou um Anselmo Totalmente diferente no The Voice Portugal”, contou o artista em conversa com o AngoRussia.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!