“A primeira casa que eu comprei com o meu suor foi a do meu pai”, disse Nagrelha


3.4k partilhas

Em mais uma entrevista no programa Zap News, comandado por Daniel Nascimento e Henesse Cacoma, nesta terça-feira (29), Nagrelha ‘Estado Maior do Kuduro’, abriu o seu coração e falou da sua infância difícil e da sua convivência com o pai, tendo feito menção que foi graças ao dinheiro vindo só seu suor ‘grande sucesso na música’, comprou a primeira casa do seu pai que já não encontra-se no mundo dos vivos.

"A primeira casa que eu comprei com o meu suor foi a do meu pai", disse Nagrelha

“Eu tenho muitas lembranças do meu pai, não cresci com ele, mas depois de uma certa idade conheci-o por intermédio de desavenças em casa, porque tive de ser obrigado a viver com o meu pai porque o meu tio não quis que vivesse em casa, porque ele já me matriculou e registou acima de tudo. Mas diziam que o meu pai tem tudo para mim viver com ele, e na altura tinha três agências de gás e era bem conhecido dentro do município do Sambizanga, e foi ai que ganhei a curiosidade de o conhecer, quando comecei a lavar carro no São Paulo, lembro de já ter lavado o carro do meu próprio pai, depois ele me disse que a vida é assim, porque também já passou por isso”, disse o artista que acrescentou que não sabia que era seu pai, pois onde ele metia o carro era onde se lavava os outros aquilo era meio de sobrevivência.

iPixel – Normal

Questionado por Daniel se mantém laços com a família do pai, Nagrelha disse que os mesmos vivem muito distante e só chegou de conhecer três dos seus tios até hoje, tia Zinha João e Octávio.

O autor do grande sucesso “Comboio”, com o grupo Os Lambas, Nana contou também que só aos 13 anos teve a oportunidade de conhecer o pai e pelas dificuldades que ele passava depois de perder os bens que possuía, viu-se na qualidade de filho, com o dinheiro do sucesso do seu primeiro álbum comprou uma casa para o pai.

“Pelas histórias que me foram contados o meu pai viveu com a minha mãe até aos meus 4 anos, se separaram, mas eu com os meus 13 anos tive a oportunidade de o conhecer. Porque quando começo a cantar, me lembro que já conhecia o meu pai e um dos meus primeiros sucesso que é o meu álbum, a primeira casa que eu compro com o meu suor foi é a do meu pai, porque ele já estava adoecer e precisa de sair de onde estava porque as pessoas que ele sempre confiou eram as mesmas que estavam a lhe meter em baixo, e chegou uma altura que perdeu tudo. Meu pai tinha muitos bens e o problema era as más companhias e também e os gostos que ele tinha, muitas namoradas e muitos filhos que conheço, mas a família dele não conheço”, contou.

Nagrelha explicou ainda que depois da separação dos pais, foram viver com sua avó, porque o tio, irmão mais velho de sua mãe não quis, “Eu era criança, se bem que todo mundo erra mas tinha que estar ao lado do meu pai porque pelo que o meu tio dizia não era certo abandonar um filho. E foi com essas lições que hoje me mergulho de ter os meus e ficar com eles”, concluiu o cantor.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

3.4k partilhas

2 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. Caríssima Luzimiena Mota, mas tu és mesmo jornalista? Como é que fazes um texto com tantos erros assim?