Quantcast

Província do Bié com aproximadamente mil vagas no ensino superior

0
Divulgação de Serviços (ProCenter)

O chefe do departamento para os assuntos académicos da Escola Superior Pedagógica do Bié, Aristides Jaime Yandelela Cambuta, declarou recentemente a Angop que a instituição tem disponíveis 630 vagas tal como teve no período anterior.

Aristides Jaime Yandelela, começou por dizer que as vagas são para os cursos de Psicologia, Matemática, Física, Educação Física e Desportos, Pré-escolar, Educação Primária, Geografia e Biologia. A Escola Superior Pedagógica manterá o sistema de gestão integral, programa eficiente para a correcção das provas dos candidatos, assim como na gestão das tarefas prioritárias daquela instituição.

Enquanto o chefe de departamento da Escola Superior Politécnica para os assuntos académicos, António João Ekuikui, avançou que a instituição tem 465 vagas, menos 100 em relação o ano anterior, justificando a diminuição ao facto deste ano não haver o pós-laboral (aulas nocturnas) nos cursos de Comunicação Social e Recursos Hídricos, por falta de docentes naquelas especialidades, ao contrario dos cursos de Contabilidade e Administração, Enfermagem Geral, Psicologia e Informática.

A instituição controla mais de dois mil estudantes em dois turnos (regular e pós-regular), assegurados por um corpo docente constituído por 87 professores. Já a Escola Superior Politécnica do Bié foi criada há sete anos como resultado de uma série de transformações que foi sofrendo o Ensino Superior, através do decreto nº7/09. A instituição possui neste momento 12 salas de aulas com capacidade para 45 estudantes cada e outras 10 novas que vão entrar em funcionamento este ano, quatro laboratórios, auditório, biblioteca, cantina universitária, área de lazer, entre outros compartimentos.

Em 2017 contou com mais de 1300 estudantes em três turnos, assegurados por 60 docentes, entre expatriados e nacionais. A Escola Superior Pedagógica do Bié, criada em 2005, no âmbito do programa de expansão do ensino superior nas 18 capitais provinciais, formou até ao presente ano lectivo mais de 200 licenciados em distintas áreas da educação.

Por: Rodrigo Domingos

Deixe a sua opinião!

Partilhe.