Modalidades desportivas tradicionais podem ser inseridas no leque das profissionais


516 partilhas

A “Garrafinha” “Mete e Tira” “Saltar a corda” , e  o jogo “Sueca”, são brincadeiras angolanas populares, com previsões de serem consideradas como desportos de competição, dado ao simbolismo cultural e vantagens que podem oferecer a juventude.

Brincar pode ser uma ferramenta, por excelência, para que a criança ou os adultos desenvolvam qualidades como: responsabilidade, equilíbrio, criatividade e outras. Mas é também a forma mais simples das pessoas demonstrarem aquilo que são.

Por esta razão, a chefe do cadeirão máximo do Ministério da Juventude e Desporto, Ana Paula Silva Sacramento Neto, durante conferência de imprensa, afirmou que é importante respeitar e valorizar as modalidades culturais desportivas que identificam Angola e avançou que as mesmas poderão ser consideradas como modalidades profissionais.

“Devemos respeitar tudo aquilo que nos identifica, por isso o executivo angolano, em particular ao Ministério em que titulo, vai incentivar a prática destas modalidades culturais desportivas e, dizer que elas podem ser inseridas no leque dos desportos competitivos existentes Angola”, frisou.

Importa lembrar que estas modalidades culturais, são praticadas pelas crianças e adultos, com intuito de diversão mas também para desenvolver o espírito de equilíbrio, criatividade e não só.

Por: Júlio Dos Santos


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

516 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *