Mercedes “tira vitória” de Bottas e reforça liderança de Hamilton


3 partilhas

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) reforçou neste domingo a liderança do Mundial de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio da Rússia, 16.ª etapa do campeonato, à frente do finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) e do alemão Sebastian Vettel (Ferrari).

Mercedes "tira vitória" de Bottas e reforça liderança de Hamilton

O Grande Prêmio da Rússia ficará marcado na história da Fórmula 1 como mais um em que as ordens de equipe decidiram um vencedor. No caso, a decisão do chefe da Mercedes, Toto Wolff, em mandar Valtteri Bottas abrir passagem para Lewis Hamilton ocorreu ainda na 25ª de 53 voltas. Naquele momento, o finlandês era o terceiro colocado, logo à frente do inglês, só que Max Verstappen e Kimi Raikkonen, que ocupavam os dois primeiros lugares, ainda teriam de fazer a troca de pneus obrigatória. Ou seja, na prática, a manobra valeu a vitória a Hamilton.

Hamilton, campeão do mundo em 2008, 2014, 2015 e 2017, cumpriu as 53 voltas ao circuito de Sochi em menos 2,545 segundos do que o seu companheiro de equipa, segundo classificado após partir da pole position, e menos 7,487 do que Vettel, também tetracampeão do mundo, terceiro.

Com este triunfo, o 70.º na carreira, o britânico soma 306 pontos na classificação de pilotos e aumentou a vantagem de 40 para 50 pontos sobre Vettel, faltando cinco corridas para o fim da temporada, enquanto Bottas subiu ao terceiro lugar, com 189, mais três do que o seu compatriota Kimi Raikkonen (Ferrari), que não foi além do quarto posto.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

3 partilhas

Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *