“Estes foram possivelmente os anos mais felizes da minha vida”, diz CR7 na sua despedida do Real Madrid


O craque português, Cristiano Ronaldo que hoje, terça-feira (10), oficializou a sua saída do Real Madrid,  despediu-se do Clube na qual esteve durante nove temporadas, e conquistou o título de “Melhor Jogador” por quatro vezes e venceu cinco Liga dos Campeões com uma carta bastante emotiva.

"Estes foram possivelmente os anos mais felizes da minha vida", diz CR7 na sua despedida do Real Madrid

“Estes anos no Real Madrid, e nesta cidade de Madrid, foram possivelmente os mais felizes da minha vida. Só tenho sentimentos de enorme gratidão para com este clube, para com estes adeptos e para com esta cidade. Só posso agradecer a todos pelo amor e carinho que recebi. No entanto, acredito que chegou o momento de iniciar uma nova etapa na minha vida e por isso pedi ao clube que aceitasse transferir-me. Peço desculpa a todos, especialmente aos nossos seguidores, que por favor me compreendam”, começou por dizer.

Cristiano Ronaldo disse ainda que os nove anos foram únicos, emocionantes e repleto de ponderações,  teve os melhores companheiros de equipa e no campo, pois juntos conquistaram três Champions consecutivas e quatro em cinco anos.

“Foram nove anos absolutamente maravilhosos. Nove anos únicos. Tem sido um momento emocionante para mim, repleto de ponderação, mas também difícil, porque o Real Madrid é de uma grande exigência, mas sei muito bem que nunca vou esquecer que aqui desfrutei do futebol de uma forma única. Tive companheiros de equipa fabulosos, no campo e no balneário, senti o calor de adeptos incríveis e juntos conquistamos três Champions consecutivas e quatro Champions ​​​​​​em cinco anos. Como eles também, a nível individual, tenho a satisfação de ter ganhado quatro Bolas de Ouro e três Botas de Ouro. Tudo durante o meu percurso neste imenso e extraordinário clube. O Real Madrid conquistou o meu coração, o da minha família, por isso, mais do que nunca quero dizer obrigado: agradecer ao clube, ao presidente, aos directores, aos meus colegas, a todos os técnicos, médicos, fisioterapeutas e assistentes incríveis que fazem com que tudo funcione”, disse o craque.

Ao finalizar CR7, garantiu que a decisão foi tomada depois de muita reflexão e que irá sempre vestir a camisola, escudo e o Santiago Bernabéu, uma vez merengue, merengue para sempre.

“Obrigado infinitamente mais uma vez aos nossos fãs e obrigado também ao futebol espanhol. Durante estes 9 anos empolgantes tive grandes jogadores à minha frente. O meu respeito e reconhecimento para todos eles. Eu refleti muito e sei que chegou a hora de um novo ciclo. Vou embora, mas esta camisola, este escudo e o Santiago Bernabéu continuarão a ser sempre meus, onde quer esteja. Obrigado a todos e, claro, como disse pela primeira vez no nosso estádio há nove anos: Hala Madrid!”, finalizou.

Melhor marcador da história do Real Madrid (451 golos), aos 33 anos Cristiano Ronaldo deixa o clube pelo qual conquistou quatro das cinco Bolas de Ouro e quatro das cinco Ligas dos Campeões (num total de 16 títulos) que tem no currículo. Uma decisão motivada mais pelo desgaste da relação com o presidente Florentino Pérez e a alegada insatisfação do futebolista com a falta de apoio institucional em relação aos problemas com o fisco espanhol (após meses de diferendo, Cristiano Ronaldo aceitou uma pena de prisão suspensa de dois anos e o pagamento de uma verba em torno dos 18,8 milhões de euros) do que pelos valores que a Juventus lhe oferece. O Real Madrid estaria disposto a igualar o salário oferecido pelos italianos, mas o laço de confiança estava quebrado e não era recuperável.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *