Quantcast

Fez história! Beyoncé é a primeira mulher negra a ser cabeça cartaz do Coachella

0
Campanha Dstv Liga dos Campeões

Beyoncé finalmente se apresentou no Coachella, festival de música e arte, em Indio na Califórnia, após cancelar apresentação ano passado. Em um show que aconteceu na noite deste sábado (14), e que durou 2 horas, a cantora vestiu 5 looks diferentes, todos criados por Olivier Rousteing da Balmain. Os looks faziam referências à Nina Simone e aos Panteras Negras, para uma noite épica em que o Coachella teve sua primeira headliner negra, na história do festival.

O palco gigantesco cercado de telões de led por todos os lados recebeu um cenário de escadas em forma de pirâmide onde toda a banda e os dançarinos se apresentavam. A banda marcial abriu o show com Beyoncé descendo as escadas centrais entoando seu hit “Crazy In  Love”logo no ínicio da apresentação que ainda teve as participações especiais de sua irmã Solange e de seu marido Jay-Z na música “Deja-Vu”.

Mas a grande surpresa da noite foi a participação de Kelly Rowland e Michelle Williams com quem Beyoncé formou o trio Destiny Child. Juntas, cantaram, fizeram catwalk pela passarela que cercava o palco principal e entoaram os 3 maiores hits do grupo “Lose My Breath”,”Say My Name” e “Soldier”.

Beyoncé ainda homenageou Fela Kuti, músico e ativista africano, citou Malcolm X e o autor  Chimamanda Ngozi Adichie em uma noite que vai ficar para a história do festival e da música pop.

A imprensa internacional coloca o show de Beyoncé como “histórico”. CNN, BBC, Billboard e o jornal britânico The Guardian estão entre os medias que se renderam ao show de Bey, que ainda exaltaram a perfeição do espetáculo apresentado pela cantora no Coachella, “transformando sua música em obra de arte”, afirmou a Billboard, que reconheceu o espetáculo como sendo perfeitamente coreografado, desenhado e dirigido.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.